Mostrando 289–300 de 327 resultados

Ordenar por:
  • img-book
    Sinto muito, mas não sou japonesa de Noemia Hinata R$ 19,90

    Sinto muito, mas não sou japonesa trata dos choques culturais entre Brasil e Japão. Levantando exemplos teóricos e culturais, principalmente da sua grande paixão, o teatro nô, Noemia oferece também um enorme leque de situações cotidianas vividas por ela e seus familiares e amigos.

    Tudo sem perder o delicioso sotaque dos nipo-brasileiros que tão bem conhecemos no Brasil.

  • img-book
    Só – Dores e delícias de morar sozinha de Rosane Queiroz R$ 14,90

    Neste livro, a jornalista Rosane Queiroz traz histórias, depoimentos, ideias práticas e receitas que ilustram o universo da solidão feminina. Traz um retrato sensível e bem humorado do universo das mulheres que moram sozinhas, gostam dos momentos de solidão ou “gostariam de gostar”.

    Além de narrar sua própria experiência, de quem viveu 11 anos sozinha, Rosane entrevistou 24 mulheres, com as mais diferentes idades e profissões, exemplificando as situações mais comuns que levam as pessoas a fazerem parte desse contexto. Nas entrevistas, são abordados tanto o lado prático – comida, decoração – como o comportamental – autoconhecimento, descobertas, momentos de solidão.

    A autora contou com o apoio de uma equipe de consultores nas áreas de psicologia, psiquiatria, arquitetura, psicanálise e terapias alternativas. Os depoimentos são intercalados com capítulos que narram a experiência da autora, e mostra os prós e contras de morar sozinha, com sugestões e informações sobre saúde, decoração, gastronomia, segurança etc.

    Lançado em 2004, vendeu duas edições, esgotou nas livrarias e agora, 11 anos depois, ganha uma reedição caprichada, com um novo capítulo sobre a era das redes sociais, que surgiram na última década, e outro com receitas de chefs famosos. O livro revela, afinal, que aprender a viver sozinha não é necessariamente sinônimo de sofrimento ou solidão, mas de descoberta e felicidade.

  • img-book
    Só por hoje de Alexandre Staut R$ 1,99

    “Veneno, Tião repetiu, sem convicção. Ele deslizou os dedos no pescoço, na altura do gogó, como que para dissipar uma espécie de travo amargo na garganta, lembrando-se, em seguida, de um livro que lera, a escritora sussurrando nos seus ouvidos: gosto dos venenos mais lentos; das bebidas mais fortes; dos cafés, os mais amargos (…) tenho um apetite feroz.”

    Mais um conto exclusivo de um instigante autor contemporâneo. Alexandre Staut nasceu em Pinhal (1973). É autor dos romances “Jazz band na sala da gente” (2010) e “Um lugar para se perder” (2012); além do infantil “A vizinha e a andorinha” (2014).

    Formas Breves é um selo digital dedicado ao gênero conto. Seu único princípio é a qualidade. Com traduções diretas e exclusivas de grandes clássicos do conto universal ou com narrativas da nova geração de escritores em língua portuguesa, Formas breves é um ancoradouro desta galáxia chamada conto.

  • img-book
    Sobre Lima Barreto de Beatriz Resende R$ 14,90

    Uma das principais especialistas na obra do homenageado da Flip 2017, Beatriz Resende lança pela e-galáxia coletânea com ensaios sobre Lima Barreto, incluindo uma análise da iconografia do autor.

  • img-book
    Sobreviventes de Claudia Lage R$ 1,99

    “O rosto do seu pai não está em nenhuma fotografia, escreveu. É um nome numa carta, uma fileira de letras erguidas no ar. O rosto da sua mãe está numa única foto dada pelo avô com a sentença, foi o que restou.”

    Uma tocante narrativa onde a memória e a fotografia investigam a solidão da existência.

    Formas Breves é um selo digital dedicado ao gênero conto. Seu único princípio é a qualidade. Com traduções diretas e exclusivas de grandes clássicos do conto universal ou com narrativas da nova geração de escritores em língua portuguesa, Formas breves é um ancoradouro desta galáxia chamada conto.

  • img-book
    Sol sobre nuvens de Josely Vianna Baptista R$ 14,90

    “Com arrojo e competência, unindo materialidade plástica e diafaneidade de escritura, plasmando metonímia, metáfora e metalinguagem – fisicalidade “metafísica – a poeta “reamalgama” corpo e alma na matéria da palavra. Ar, Corpografia, Os poros flóridos arejam e aromam a poesia brasileira dos nossos dias.” – Augusto de Campos

    “Locais de destreza e maravilhamento esperam por você nestes cambiantes véus, meadas, dobras, camadas e planos de paisagens humanas escritas, natureza humana descrita até os “distantes limites da coerência”. A impressionante orquestração dos poemas de Josely Baptista e da arte visual de Francisco Faria […] produz declinações sensoriais emolduradas por contidos mas radiantes silêncios. – Norma Cole

    “Josely Vianna Baptista é uma das mais impactantes e inventivas poetas do Brasil contemporâneo, uma escritora de inteligência e profundidade emocional, cujas visões vão do fusco ao fulgor, retornando, depois, ao negror.” – Michael Palmer

  • img-book
    Somos diferentes mas parecidos e outras ideias de Fernanda Castro Bulle R$ 9,90

    Por meio de ilustrações e de uma linguagem simples e poética, este livro aborda a questão do preconceito em suas mais diferentes facetas e, numa segunda parte, nos fala de solidão e liberdade. Certamente, uma leitura para todos os tamanhos.

  • img-book
    Somos todos zumbis de Newton Cannito R$ 11,90

    Somos todos zumbis é uma comédia tropicalista que mistura a série de TV The Walking Dead com o filme Jogos Mortais. Num futuro próximo, o mundo é dominado por uma imensa corporação e o politicamente correto virou lei. Os zumbis já foram aceitos socialmente (tal como os vampiros do seriado True Blood) e são considerados o tipo de funcionário ideal. Afinal eles não pensam, não tem crise ética, agem mais do que falam, sabem trabalhar em grupo e não tem medo da morte. Além disso, um zumbi bem treinado aprende a articular palavras e consegue decorar até 10 mil frases, como poesias do Paulo Coelho e aforismos de música sertaneja! Um sucesso!

    É nesse mundo que o jovem nerd Galileu entra na UPP (Universidade Pública para o Privado) onde as cotas para zumbi já passam dos 50%. O curso em si é um imenso reality show para testar a fidelidade do aluno para virar celebridade. É ali que Galileu irá se envolver num triângulo amoroso — com uma humana e um colega zumbi — e em uma revolução para derrubada do apresentador e CEO Sandro Malluco, controlador de todo Império Zumbi.

    Muito amor, muito morto e muita revolução numa comédia política tropicalista recheada de cultura pop. ”

    Venha se divertir com Somos todos zumbis.

  • img-book
    Sopros de Morfeu de Lana Cordeiro Mota R$ 9,90

    A poesia de Lana Cordeiro é sutil como uma pluma de algodão, que se desmancha ao vento. Seus versos flutuam, pairando acima de tudo o que é concretude e/ ou realidade. Por isso, ela escolhe com muita parcimônia o tecido de sua matéria poética: palavras leves, sopradas pelas brisas que moram na  casa dos sonhos. Por testemunha, só Morfeu. Ou aqueles que dormem em cumplicidade com o silêncio.

    Nesse seu Sopros de Morfeu, a poeta tece um monólogo com o “deus” do sono, contando-lhe nuances do seu despertar, de como vê a casa a sua volta, das sensações que os primeiros raios de sol lhe imprimem. Percebe que ao acordar, todas as coisas ainda dormem: os mares, e também as árvores, cujos ventos demoram para assoprar-lhes as folhas. A poesia de Lana não tem pressa e entra em simbiose com todas as coisas da criação.

    O tempo da poesia de Lana também é outro, que não pode ser contado pelos ponteiros do relógio. Ela tanto pode prostrar-se à porta da casa para ouvir os galos e sua impertinência de cantos, por horas ou séculos, como pode ser transportada desse sonho, onde dorme-acordada, para um tempo presente, onde é o estômago que grita, instigado pelo cheiro de café.

    Mesmo assim, ela pousa na realidade por raízes aéreas, não chega de rompante. “calafrios vêm me dizer bom dia”.

  • img-book
    Space Boy de Walther Moreira Santos R$ 1,99

    “Já tive amigos de tudo o quanto é idade; da sua idade, inclusive, mas foram todos embora. Por causa do sexo. Acabam sempre indo atrás das mulheres, depois que crescem. O sexo é muito importante para eles. Todos os meus amigos de infância foram embora por causa do sexo. Enfim, para onde eles vão que não voltam é o que eu queria saber. Vai ver se embrenham pelos sexos das mulheres e desaparecem escuridão adentro. Eles nunca voltam. Nenhum deles.”

    Uma tocante narrativa de um dos mais instigantes escritores contemporâneas.

    Formas Breves é um selo digital dedicado ao gênero conto. Seu único princípio é a qualidade. Com traduções diretas e exclusivas de grandes clássicos do conto universal ou com narrativas da nova geração de escritores em língua portuguesa, Formas breves é um ancoradouro desta galáxia chamada conto.

  • img-book
    Sujeito Oculto de Cristiane Costa R$ 14,90

    Plágio. Remix. Apropriação. Qualquer que seja a palavra usada, o tema subjacente a este romance premiado com a Bolsa Petrobras de Produção Literária é roubo. Com todas as letras. Construído a partir de um corta e cola de palavras e frases subtraídas de outros livros, num processo de montagem explicitado pelo ousado projeto gráfico, Sujeito oculto cria um jogo de espelhos infinitamente recuado em que o autor nunca é quem parece ser.

    Afinal, quem seria o autor deste romance senão mais um personagem, que apenas não sabe que está participando do jogo literário? Tecido a partir de citações, frases feitas e ideias de segunda mão, Sujeito oculto embaralha deliberadamente conceitos como autenticidade e originalidade, mesclando gêneros como ficção, biografia e crítica literária.

    E levanta a questão: é possível ser, ao mesmo tempo, original e cópia? A resposta a essa e outras perguntas pode estar nas margens dos livros de uma aspirante a escritora que morre pouco tempo depois de ter feito um seguro de vida. Nos depoimentos de um homem que descobre por meio de frases soltas e sublinhadas a vida secreta da mulher que perdeu para sempre. Ou ainda na reação da jovem esposa que lê estes mesmos livros com outros olhos, dez anos depois. Ou nos rastros deixados por uma autora premiada que não se importa de ser vista como falsificadora, porque assim encobriria a verdadeira natureza de seu romance. Ou mesmo no posfácio de um crítico que tenta guiar o leitor em um labirinto de referências literárias e espelhamentos que encobrem um drama familiar de forte carga emocional.

    A trama tem todos os elementos de um romance clássico: amor, ódio, traição, ambição, personagens marcantes, reviravoltas e até uma morte suspeita. Com o tempo, percebe-se que o enredo tradicional e a forma inovadora tratam de temas correlatos: filiação, herança e apropriação.
    E roubo.

  • img-book
    Tamanho não é documento de Januária Cristina Alves R$ 9,90

    Um anão apaixonado por uma giganta e vice-versa. Um amor entre diferentes sempre tem desafios, não é verdade? Mas, nessa história delicada e divertida, o anão Nanico e a giganta Nana conseguem reconhecer e aceitar suas diferenças, respeitando um ao outro e assim, vivem a sua paixão! Para isso contam, é claro, com a ajuda da Pedra Pesada e suas amigas!

    Uma história delicada e divertida sobre a beleza da diversidade e da amizade, recomendada para crianças em fase de alfabetização e para leitura compartilhada.

    Indicação: de 4 a 6 anos