JoaoBaptista_e-galaxia
Mais de mil capas
Em 21 de junho de 2013 | 2 Comentários

João Baptista conectou-se à e-galáxia. A partir de agora, você pode ter sua capa desenhada por ele através do nosso site.

O artista gráfico João Baptista da Costa Aguiar é um daqueles raros casos em que trajetória individual se confunde com a própria história da área de atuação. Se você não é familiarizado com o campo do design gráfico e nunca ouviu falar no João Baptista, depois de ler este breve (e invejável) perfil, abra alguns de seus livros prediletos e veja quem fez o projeto de capa. Em vários deles você certamente encontrará no expediente a seguinte frase:

capa: João Baptista da Costa Aguiar.

João Baptista da Costa Aguiar nasceu na cidade de São Paulo (1948). Estudou desenho e pintura nos cursos livres da Fundação Armando Álvares Penteado. Em 1970 iniciou as atividades em artes gráficas na Editora Abril como assistente de arte das revistas Claudia e Realidade. Começou a atuar em seu próprio estúdio a partir de 1973. Foi diretor de arte da revista Vogue-Brasil (1976-1978).

A partir de 1982 passou a atuar exclusivamente em projetos culturais criando cartazes, peças gráficas e identidades corporativas para instituições e eventos.

Iniciou também o trabalho com desenho editorial e criação de capas de livros para diversas editoras brasileiras. Em 1985 atuou como artista-residente na Universidade Estadual de Campinas onde participou da criação e implantação do Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade.

Criou o logotipo e participou da implantação da identidade visual da Editora Companhia das Letras, em 1986. Fez o projeto gráfico de capa para a série de livros policiais e iniciou o desenho de coleções dos autores: Nelson Rodrigues, Fernando Pessoa, Carlo Ginzburg,John Updike, Sérgio Sant’Anna e Paul Auster, entre outros.

Como assessor para Comunicação Visual da Prefeitura de São Paulo (1989-1992), realizou diversos projetos em escala urbana: criação da logomarca da cidade; criação da identidade visual da Secretaria Municipal de Cultura, padronização visual da frota de ônibus de transporte público da cidade, entre outros.

Desenhou as marcas “Companhia das Letrinhas” e “Cia. Das Letras”. Criou logotipos para as editoras Boitempo (1994) e Conex (2003). Redesenhou e supervisionou as capas da série de livros policiais da Editora Companhia das Letras. Criou identidade visual para a Editora Agir e desenvolveu novo projeto gráfico para a série “Nossos Clássicos” da mesma editora (2004).

De julho de 2007 a março e 2008 coordenou o Núcleo de Identidade Visual da Fundação Padre Anchieta (Televisão Cultura). Realizou em outubro de 2010, na Embaixada do Brasil em Assunção a mostra “João Baptista da Costa Aguiar – Trinta anos de desenho gráfico”.

Atualmente desenvolve projetos de comunicação visual e identidade corporativa. Desenha revistas de circulação dirigida para empresas e instituições. Segue atuando na área de livros, desenvolvendo projetos gráficos (capa e miolo) para diversas editoras e também através da e-galáxia.

João Baptista já desenhou mais de mil capas. E assim como aquele outro brasileiro que fez mais de mil gols, não dá sinais de ter perdido o gosto pela coisa. Nos resta ficar na torcida para que mais gols sejam marcados.