img-book
ISBN: 9788584742189

As bruxas do lago Léman

de Flavio Dias

Até 1782, nos castelos à beira do lago Léman, entre a França e a Suíça, cerca de 5 mil mulheres foram julgadas e condenadas por bruxaria. A grande maioria, após torturas e sofrimentos, levada à fogueira. Em plena filmagem de seu primeiro documentário – As bruxas do lago Léman – a jovem cineasta parisiense Diane recebe a notícia que seu pai biológico (que ela pouco conhecera) foi encontrado morto, em circunstâncias estranhas, na ilha de Santa Catarina, também conhecida como ilha das bruxas. Guiada por impressionantes coincidências e “serendipidades”, Diane mergulha de corpo e alma numa jornada em busca de seu passado, da verdade sobre a morte de seu pai, e de um laço que una destino, poesia, arte e bruxaria.

R$ 14,90

Ocultar
“A ilha de Santa Catarina surgia como um desejo de vento na vida de Diane. Uma relojoaria nova do tempo vinha se impondo em sua vida: brincalhona e arrepiante como o vento vindo de um sul do mundo que ela pouco conhecia. Esse vento roçava um infinito de redemoinhos em seu passado, como se a cronologia dos fatos de sua vida estivesse misteriosamente em expansão. A verdade é que ela sabia tanto sobre suas raízes como sabia desse vento, quase nada. Mais do que rascunho, memória é reconstrução constante e tudo colidia, esbarrava-se no pouco que sua mãe revelara de seu pai, ao longo de sua vida. Viriam outras serendipidades, Diane sabia: ela não as deixaria escapar, alerta como boa documentarista que se pretendia.” Até 1782, nos castelos à beira do lago Léman, entre a França e a Suíça, cerca de 5 mil mulheres foram julgadas e condenadas por bruxaria. A grande maioria, após torturas e sofrimentos, levada à fogueira. Em plena filmagem de seu primeiro documentário – As bruxas do lago Léman – a jovem cineasta parisiense Diane recebe a notícia que seu pai biológico (que ela pouco conhecera) foi encontrado morto, em circunstâncias estranhas, na ilha de Santa Catarina, também conhecida como ilha das bruxas. Guiada por impressionantes coincidências e “serendipidades”, Diane mergulha de corpo e alma numa jornada em busca de seu passado, da verdade sobre a morte de seu pai, e de um laço que una destino, poesia, arte e bruxaria.

ISBN: 9788584742189
Data de publicação: 2018
Páginas: 220

1976
Se você cruzar em Vevey um jovem e refrescante senhor que acabou de festejar os seus quarenta anos – usando bermuda e havainas no verão helvético ou de boina e jaqueta de couro nos glaciais invernos em que os Alpes nos observam bondosos – inevitavelmente armado de vários Moleskines e de uma caneta Bic quatro cores, esse é Flávio Dias. Na vida de todo dia, ele se ocupa de seu filho e de diferentes posturas de Pilates, mas, verdadeiramente, ele cuida mesmo é de imposturas. Na arte e sobretudo na escrita. Vocês encontrarão certamente quaisquer elementos do seu percurso biográfico no seu romance A Bengala de Chaplin, pois, a frase motor de Flávio é, sem dúvida, a seguinte: truth is in fiction.

“As bruxas do lago Léman”

Ainda não há avaliações de leitores para este título.