13.Zeca_experiência_publicar_livro
Comecei a escrever olhando de uma maneira muito honesta para esse corpo de 50 anos
Em 22 de março de 2016 | 0 Comentários

Zeca Camargo publicou autobiografia e conta sua experiência

No meu aniversário de 50 anos, levei 45 amigos para Istambul, na Turquia. Esse foi o meu primeiro presente. Na segunda metade das férias de aniversário, fui para a Islândia onde fiquei sozinho e isolado em uma cabana por dez dias. Queria um momento para refletir, pensar em como estou, o que estou sentindo e como vou tocar a vida daqui pra frente. Pensei: “Sabe de uma coisa? Vou começar a escrever sobre isso”. Escrevi, escrevi e a hora que vi, tinha um livro.

Como é o meu livro Comecei a escrever olhando de uma maneira muito honesta para esse corpo de 50 anos: eu não tenho mais um tórax firme como eu tinha, não tenho mais aquela agilidade toda, infelizmente. Mas não queria fazer um livro melancólico “Ai, 50 anos!”. Então sabe o que eu fiz? Eu me sacaniei o tempo todo no livro. Achei que valia a pena brincar com isso tudo: os cabelos brancos, a pele, o sexo, a digestão. Espero que as pessoas leiam e encarem como eu encarei: “Você fez 50 anos e sua vida é muito bacana, tem saúde, lucidez, amigos, paixão”. É a mensagem geral do livro 50, eu?.

Como foi a produção do livro Todos os meus livros do Fantástico foram feitos pela mesma equipe. Eles conhecem o meu jeitão, confio totalmente. E para mim, foi ótimo contar com o mesmo time para fazer essa publicação independente. O AC cuidou do visual, a Sandra Espilotro editou e a Eliana Rocha garantiu que se mantivesse o estilo coloquial do meu texto.

Onde encontrar o meu livro 50, eu? é um livro digital e está nas livrarias do mundo todo. É um negócio meio moderno, sabe que eu gosto das coisas diferentes. E chamou a atenção. Na Flip (Casa Folha), no Programa do Jô e na Bienal do Livro do Rio (onde foi tirada essa foto em destaque), todo mundo queria saber que novidade era essa de só lançar em e-book. E sabe que a novidade agradou? O livro foi parar na lista de mais vendidos da Folha de S.Paulo.


Leia também sobre o processo de escrita da atriz, editora e agora, escritora Eliana Rocha: “A ideia inicial era fazer uma pequena tiragem para a família, e o e-book me pareceu uma boa solução para isso. A aceitação do romance Memórias de um tempo não vivido fora do círculo familiar foi uma agradável surpresa [foram mais de 9.000 livros baixados!]. Imagino que o interesse se deva à comovente história de amor de um casal que foi obrigado a se separar menos de três anos depois do casamento. Uma história de tristezas, sofrimentos e saudades, mas também de muito carinho, apoio e cumplicidade.”