História (25)

Mostrando 1–12 de 25 resultados

Ordenar por:
  • img-book
    A grande história dos mundiais. 1962, 1966, 1970. de Max Gehringer R$ 14,90

    A grande história dos mundiais se destaca entre a bibliografia sobre as Copas do Mundo não só pela extensa pesquisa, de mais de 20 anos, nas mais variadas fontes, dentro e fora do Brasil, mas por seu autor: o já consagrado Max Gehringer.

    A proposta desta série de livros, que cobre todas as Copas, é trazer a história completa dos jogos, as fichas técnicas comentadas em detalhes, minibiografias das equipes vencedoras, os festejos dos campeões; e ainda nos levar por uma viagem deliciosa pelos pôsteres, mascotes e transmissões das partidas. A seção “Enquanto isso, no Brasil…” relata a preparação da seleção brasileira, lembrando desentendimentos, polêmicas e confusões. Fatos curiosos sobre o Brasil no ano de cada Copa situam o leitor no tempo. Nada é deixado de fora em A grande história dos mundiais.

    Combinando rigor de pesquisa com o já conhecido estilo agradável e bem-humorado do autor, você vai conhecer novos fatos e relembrar outros tantos sobre o mais popular evento esportivo do planeta: a Copa do Mundo de futebol, essa competição em que um único erro individual põe tudo a perder por quatro anos.

    Este e-book é para fanáticos por futebol, como o autor, mas também para curiosos, que poderão conhecer a história do século XX de uma perspectiva inesperada.

    A grande história dos mundiais é um gol de placa de Max Gehringer.

  • img-book
    A grande história dos mundiais. 1986, 1990, 1994. de Max Gehringer R$ 14,90

    A grande história dos mundiais se destaca entre a bibliografia sobre as Copas do Mundo não só pela extensa pesquisa, de mais de 20 anos, nas mais variadas fontes, dentro e fora do Brasil, mas por seu autor: o já consagrado Max Gehringer.

    A proposta desta série de livros, que cobre todas as Copas, é trazer a história completa dos jogos, as fichas técnicas comentadas em detalhes, minibiografias das equipes vencedoras, os festejos dos campeões; e ainda nos levar por uma viagem deliciosa pelos pôsteres, mascotes e transmissões das partidas. A seção “Enquanto isso, no Brasil…” relata a preparação da seleção brasileira, lembrando desentendimentos, polêmicas e confusões. Fatos curiosos sobre o Brasil no ano de cada Copa situam o leitor no tempo. Nada é deixado de fora em A grande história dos mundiais.

    Combinando rigor de pesquisa com o já conhecido estilo agradável e bem-humorado do autor, você vai conhecer novos fatos e relembrar outros tantos sobre o mais popular evento esportivo do planeta: a Copa do Mundo de futebol, essa competição em que um único erro individual põe tudo a perder por quatro anos.

    Este e-book é para fanáticos por futebol, como o autor, mas também para curiosos, que poderão conhecer a história do século XX de uma perspectiva inesperada.

    A grande história dos mundiais é um gol de placa de Max Gehringer.

  • img-book
    Cultura japonesa 1: o caráter nacional de Masaomi Ise, Koichi Kishimoto, R$ 14,90

    Uma análise dos acontecimentos atuais, sua história e cultura.

    O que seria a cultura japonesa?

    Por que as pessoas daquele país deixaram de assaltar supermercados quando ocorreu aquele grande terremoto seguido de tsunami em 11 de março de 2011? Por que permaneceram ordeiramente em filas em meio à tragédia?

    Por que, na Copa do Mundo de 2014, os torcedores daquele país recolheram o lixo na arquibancada do estádio após o término do jogo?

    O que sentiu Einstein quando esteve no Japão, em sua viagem de conferências?

    Que pensamentos tiveram os vultos da história japonesa do período da restauração de Meiji como Ryoma Sakamoto, no momento dramático da inclusão do país no sistema mundial após 260 anos de isolação?

    Por que foram surgindo do Japão arrasado pela Segunda Grande Guerra, uma após outra, empresas de porte internacional?

    Nas entrelinhas desta coleção se esconde a história do Japão e as bases do pensamento japonês, que não se resumem apenas a sushi, sashimi, animação e “cosplay”.

    Nesta série você encontrará a essência da cultura japonesa.

    Uma publicação do Jornal Nikkey Shimbun.

    Nesta edição:

    O dever público e o grande terremoto do leste japonês

    Um país virtuoso por meta

    O Japão que Einstein viu

    O orgulho da mulher japonesa – De “Bushidô para mulheres”

    A revolução tecnológica das empresas tradicionais

    A colônia Hirano – Sítio colonial pioniero estabelecido pelos japoneses

  • img-book
    Cultura japonesa 2: Margarida Watanabe e a criação da Associação Católica Nipo-Brasileira de Masaomi Ise, Kyuyo Kishimoto, R$ 14,90

    Uma análise dos acontecimentos atuais, sua história e cultura.

    O que seria a cultura japonesa?

    Por que as pessoas daquele país deixaram de assaltar supermercados quando ocorreu aquele grande terremoto seguido de tsunami em 11 de março de 2011? Por que permaneceram ordeiramente em filas em meio à tragédia?

    Por que, na Copa do Mundo de 2014, os torcedores daquele país recolheram o lixo na arquibancada do estádio após o término do jogo?

    O que sentiu Einstein quando esteve no Japão, em sua viagem de conferências?

    Que pensamentos tiveram os vultos da história japonesa do período da restauração de Meiji como Ryoma Sakamoto, no momento dramático da inclusão do país no sistema mundial após 260 anos de isolação?

    Por que foram surgindo do Japão arrasado pela Segunda Grande Guerra, uma após outra, empresas de porte internacional?

    Nas entrelinhas desta coleção se esconde a história do Japão e as bases do pensamento japonês, que não se resumem apenas a sushi, sashimi, animação e “cosplay”.

    Nesta série você encontrará a essência da cultura japonesa.

    Uma publicação do Jornal Nikkey Shimbun.

    Nesta edição:

    Dona Margarida Watanabe

    Despejo de Santos

    Por que o Guia Michelin traz mais restaurantes três estrelas em Tóquio que em Paris?

    Por que balcões em restaurantes só existem no Japão?

    Yasuhiro Yamashita. A construção da personalidade através do Judô

    Os mil e centenas de anos de existência do Santuário de Ise

    Édito imperial para a educação

  • img-book
    Cultura japonesa 3: a cultura corporativa japonesa de Masaomi Ise R$ 14,90

    Uma análise dos acontecimentos atuais, sua história e cultura.

    O que seria a cultura japonesa?

    Por que as pessoas daquele país deixaram de assaltar supermercados quando ocorreu aquele grande terremoto seguido de tsunami em 11 de março de 2011? Por que permaneceram ordeiramente em filas em meio à tragédia?

    Por que, na Copa do Mundo de 2014, os torcedores daquele país recolheram o lixo na arquibancada do estádio após o término do jogo?

    O que sentiu Einstein quando esteve no Japão, em sua viagem de conferências?

    Que pensamentos tiveram os vultos da história japonesa do período da restauração de Meiji como Ryoma Sakamoto, no momento dramático da inclusão do país no sistema mundial após 260 anos de isolação?

    Por que foram surgindo do Japão arrasado pela Segunda Grande Guerra, uma após outra, empresas de porte internacional?

    Nas entrelinhas desta coleção se esconde a história do Japão e as bases do pensamento japonês, que não se resumem apenas a sushi, sashimi, animação e “cosplay”.

    Nesta série você encontrará a essência da cultura japonesa.

    Uma publicação do Jornal Nikkey Shimbun.

    Nesta edição:

    O pai da indústria automobilística japonesa

    Uma vida perseguindo sonhos

    Filosofia corporativa de “Servir a humanidade”

    Reforma econômica se inicia com recuperação da confiança

    Vistos do diplomata japonês salvam as vidas de seis mil judeus

    Formar pessoas é construir uma nação

    Édito imperial para a educação

    O primeiro nikkei a conquistar medalha na natação para o Brasil

     

  • img-book
    Cultura japonesa 4: Ryo Mizuno, o pioneiro da imigração japonesa no Brasil de Masaomi Ise, Kousuke Kuji, Masayuki Fukasawa, R$ 14,90

    Uma análise dos acontecimentos atuais, sua história e cultura.

    O que seria a cultura japonesa?

    Por que as pessoas daquele país deixaram de assaltar supermercados quando ocorreu aquele grande terremoto seguido de tsunami em 11 de março de 2011? Por que permaneceram ordeiramente em filas em meio à tragédia?

    Por que, na Copa do Mundo de 2014, os torcedores daquele país recolheram o lixo na arquibancada do estádio após o término do jogo?

    O que sentiu Einstein quando esteve no Japão, em sua viagem de conferências?

    Que pensamentos tiveram os vultos da história japonesa do período da restauração de Meiji como Ryoma Sakamoto, no momento dramático da inclusão do país no sistema mundial após 260 anos de isolação?

    Por que foram surgindo do Japão arrasado pela Segunda Grande Guerra, uma após outra, empresas de porte internacional?

    Nas entrelinhas desta coleção se esconde a história do Japão e as bases do pensamento japonês, que não se resumem apenas a sushi, sashimi, animação e “cosplay”.

    Nesta série você encontrará a essência da cultura japonesa.

    Uma publicação do Jornal Nikkey Shimbun.

    Nesta edição:

    O sonho da construção de uma nação oceânica

    Dois homens sem apego algum à fama ou fortuna e até à própria vida, salvam o Japão dos perigos de uma guerra civil

    Samurais da suserania de Shonai se uniram para construir um Japão novo

    A filha de um Samurai procura florir em terras estrangeiras

    Depois da “Abertura do país”, a “Emigração”

    Saquê japonês, uma tradição de 1300 anos

     

  • img-book
    Cultura japonesa 5: a Casa Imperial de Masaomi Ise, Masayuki Fukasawa, Kohei Osawa, R$ 14,90

    O que seria a cultura japonesa?

    Por que as pessoas daquele país deixaram de assaltar supermercados quando ocorreu aquele grande terremoto seguido de tsunami em 11 de março de 2011? Por que permaneceram ordeiramente em filas em meio à tragédia?

    Por que, na Copa do Mundo de 2014, os torcedores daquele país recolheram o lixo na arquibancada do estádio após o término do jogo?

    O que sentiu Einstein quando esteve no Japão, em sua viagem de conferências?

    Que pensamentos tiveram os vultos da história japonesa do período da restauração de Meiji como Ryoma Sakamoto, no momento dramático da inclusão do país no sistema mundial após 260 anos de insolação?

    Por que foram surgindo do Japão arrasado pela Segunda Grande Guerra, uma após outra, empresas de porte internacional?

    Nas entrelinhas desta coleção se esconde a história do Japão e as bases do pensamento japonês, que não se resumem apenas a sushi, sashimi, animação e “cosplay”.

    Nesta série você encontrará a essência da cultura japonesa.

    Uma publicação do Jornal Nikkey Shimbun.

    Nesta edição:

    A casa imperial

    Prece de uma dinastia inteira pelo bem-estar do povo

    Sucessão Imperial – um sagrado dever hereditário

    Palavras à sociedade nikkei no Brasil

    Toshihiko Tarama – O “Tenson Korin” da era Showa

    Membros da família imperial que sustentaram o fim da guerra

    Trinta e três mil quilômetros até a recuperação

    Imperador Kôkaku – Sessenta e dois anos de governo que alicerçaram a Restauração de Meiji

    Discurso de Sua Majestade sobre as suas atribuições como símbolo nacional

    Por que se discute a “abdicação em vida”?

  • img-book
    Cultura japonesa 6: a diáspora de Okinawa de Masaomi Ise, Akira Miyagi, Chusei Takara, Vanessa Shiroma Tinem, Ana Maria Tamashiro Higa, R$ 14,90

    O que seria a cultura japonesa?

    Por que as pessoas daquele país deixaram de assaltar supermercados quando ocorreu aquele grande terremoto seguido de tsunami em 11 de março de 2011? Por que permaneceram ordeiramente em filas em meio à tragédia?

    Por que, na Copa do Mundo de 2014, os torcedores daquele país recolheram o lixo na arquibancada do estádio após o término do jogo?

    O que sentiu Einstein quando esteve no Japão, em sua viagem de conferências?

    Que pensamentos tiveram os vultos da história japonesa do período da restauração de Meiji como Ryoma Sakamoto, no momento dramático da inclusão do país no sistema mundial após 260 anos de insolação?

    Por que foram surgindo do Japão arrasado pela Segunda Grande Guerra, uma após outra, empresas de porte internacional?

    Nas entrelinhas desta coleção se esconde a história do Japão e as bases do pensamento japonês, que não se resumem apenas a sushi, sashimi, animação e “cosplay”.

    Nesta série você encontrará a essência da cultura japonesa.

    Uma publicação do Jornal Nikkey Shimbun.

    Nesta edição:

    Guerra e migração – A diáspora de Okinawa

    Reflexões sobre a Batalha de Okinawa

    A Batalha de Okinawa

    Os dois guardiões da ilha

    Assim lutou o povo de Okinawa

    A guerra na minha infância

    A Batalha de Okinawa e os imigrantes okinawanos

    A identidade uchinanchu entre as novas gerações

    Festival mundial uchinanchu

  • img-book
    Cultura japonesa 7: a Era Meiji de Masaomi Ise, Masayuki Fukasawa, Yoshiyasu Irimajiri, R$ 14,90

    A essência da história japonesa está sintetizada na Era Meiji (1868), um grande marco da história japonesa. Os leitores compreenderão a Restauração Meiji, revolução promovida pelos samurais em uma época crítica para o Japão, que havia se isolado do mundo por muito tempo. A única forma que o país tinha para não ser dominado pelas potências mundiais seria por meio de uma revolução capitaneada pela própria classe dominante do país, os samurais.

    Leia:

    • A ameaça militar promovida pelos Estados Unidos para forçar a abertura japonesa; a situação do Xogunato e as ponderações de Shoin Yoshida, um grande ideólogo e peça importante da Restauração Meiji
    • Abertura japonesa vista pelo Ocidente
    • O povo vivia feliz na Era Edo: a vida dos cidadãos comuns descrita por estrangeiros que residiram no Japão entre o final do Xogunato e o início da Era Meiji
    • As Guerras do Ópio: por que Lin Zexu foi derrotado
    • A trilha da expansão norte-americana a oeste: para recuperar o atraso de conquistas coloniais em relação às grandes potências ocidentais, foi criada uma rota de comércio marítimo ligando sua costa oeste à China. E o Japão estava no caminho
    • Exortação ao estudo: Para o bem da independência e liberdade da pátria
    • A biografia de Ryoma Sakamoto, um dos nomes fundamentais da Restauração Meiji

    E ainda:

    • A cerimônia do chá: o que é, a origem e os instrumentos

    – – –

    Coleção Cultura japonesa

    Entendendo o Japão: uma análise dos acontecimentos atuais, sua história e cultura

    O que seria a cultura japonesa?

    Por que as pessoas daquele país deixaram de assaltar supermercados quando ocorreu aquele grande terremoto seguido de tsunami em 11 de março de 2011? Por que permaneceram ordeiramente em filas em meio à tragédia?

    Por que, na Copa do Mundo de 2014, os torcedores daquele país recolheram o lixo na arquibancada do estádio após o término do jogo?

    O que sentiu Einstein quando esteve no Japão, em sua viagem de conferências?

    Que pensamentos tiveram os vultos da história japonesa do período da restauração de Meiji como Ryoma Sakamoto, no momento dramático da inclusão do país no sistema mundial após 260 anos de isolação?

    Por que foram surgindo do Japão arrasado pela Segunda Grande Guerra, uma após outra, empresas de porte internacional?

    Nas entrelinhas desta coleção se esconde a história do Japão e as bases do pensamento japonês, que não se resumem apenas a sushi, sashimi, animação e “cosplay”.

    Nesta série você encontrará a essência da cultura japonesa.

    Uma publicação do Jornal Nikkey Shimbun.

  • img-book
    História do homem de Edmac Trigueiro R$ 9,90

    Durante milênios, desde os gregos antigos e, até mesmo antes disso, a humanidade vem procurando uma resposta para a indagação: “Como surgiu o Universo?”, “Como surgiu a vida?”, “Como surgiu o homem?”. Foi em busca das respostas para esses mistérios que o autor percorreu, durante anos, as melhores bibliotecas, livros e artigos científicos sobre o assunto. E o resultado dessa busca é o que o leitor encontrará nesta obra. A conclusão que o autor partilha com o leitor ao longo dessa instigante travessia é a de que, em pleno alvorecer do século XXI, a ciência já dispõe de algumas respostas para todo esse mistério.

  • img-book
    Meios e finais de Ricardo Piglia, Fermín A. Rodríguez, Pedro Meira Monteiro, Paul Firbas, R$ 14,90

    Meios e Finais – Conversas em Princeton é muito mais do que um livro de entrevistas com Ricardo Piglia. Como afirma Paul Firbas (organizador da obra) no prefácio: “A conversa é um dos gêneros prediletos de Piglia para a interseção entre a crítica e a ficção, e para buscar, de alguma forma, escapar do lugar de enunciação da academia e das autoridades. Sendo assim, tais conversas, logo convertidas em textos de crítica, configuram também os capítulos imaginários de algum romance epistolar entre amigos.”

    A publicação surgiu a partir de uma roda de conversa, que aconteceu em novembro de 2010, entre o autor argentino e os professores e críticos literários Paul Firbas, Pedro Meira Monteiro e Fermín A. Rodríguez, sobre temas como cinema, política, tecnologia, leitura e controle social.

    O título faz parte do selo Peixe-elétrico Ensaios, que apresenta ao leitor de língua portuguesa um conjunto de intervenções críticas em formato e-book.

  • img-book
    Mil tons – O meu Millôr de Alberto Villas R$ 16,00

    Mil tons – O meu Millôr é uma biografia singular. Já no título podemos notar a marca da subjetividade. O jornalista Alberto Villas acompanha a trajetória de Millôr desde O Cruzeiro, quando Villas ainda era uma criança vivendo em Minas Gerais.

    Nunca deixou de seguir os passo de Millôr: de Paris ou de São Paulo, recortando as páginas do humorista nas revistas Veja, IstoÉ, O Pasquim e em diversos jornais.

    Nesta biografia afetiva encontramos o gênio de Millôr Fernandes por inteiro: desenhista, tradutor, frasista, dramaturgo, poeta, fabulista e, principalmente, um grande humorista. Também conhecemos uma geração fortemente influenciada por sua pena. Nos momentos mais duros da história recente brasileira, lá estava o humorista carioca aliviando a barra de uma geração que sofria com as privações impostas pela ditadura militar. Acompanhamos também a redemocratização do Brasil, os anos FHC e a chegada do PT ao governo.

    Nesse movimento de se colocar como interlocutor do biografado, sem com isso abrir mão do rigor bibliográfico, Alberto Villas toca em um dos pontos mais sensíveis da crítica cultural atual: a recepção das obras.

    Este é também um livro de história do Brasil. Incomum. Os fatos do país e do mundo estão filtrados pela forma que toda uma geração leu, riu e consegui tocar em frente, graças às tiradas semanais de Millôr Fernandes.

    Como diz o autor do livro: “O meu Millôr que apresento neste livro é uma figura única. Se surgir algum parecido, recuso imitações.”

    Com prefácio de Paulo Werneck, curador da FLIP na ocasião em que Millôr Fernandes foi o homenageado principal do evento.