Mostrando todos os 4 resultados

Ordenar por:
  • img-book
    A real história do Plano Real de Maria Clara R. M. do Prado R$ 29,90

    Uma moeda cunhada no consenso democrático

    O Real revolucionou o cenário econômico do país ao garantir a estabilidade após um largo período de hiperinflação. A memória inflacionária, que alimentava a remarcação automática dos preços, desapareceu com a ajuda do engenhoso mecanismo da Unidade Real de Valor (URV), a moeda virtual que antecedeu o real, um feito único no mundo, mas não foi suficiente para acabar com a memória do curto prazo no país. Quase trinta anos depois, as relações econômicas funcionam como se o Brasil ainda vivesse na era da inflação descontrolada, enquanto que o desequilíbrio fiscal mantém-se como um perigoso foco de instabilidade.

    Em A real história do Plano Real, Maria Clara conta em uma narrativa de fôlego minúcias do processo de criação do Real e das discussões entre os economistas que o conceberam. Traz a reprodução de alguns escritos de autoria dos formuladores sobre os aspectos mais sensíveis do plano que circularam em meio à equipe econômica, à medida em que evoluíam as discussões para a implementação do Plano Real. Revela, ainda, os desdobramentos e implicações na esfera financeira internacional, no âmbito da economia interna, no campo das pressões políticas e das iniciativas de comunicação que ajudaram a rápida aceitação da nova moeda pela população.

    O livro cobre um período de mais de seis anos: desde agosto de 1992, quando se iniciaram as articulações para viabilizar o governo de Itamar Franco após o impeachment de Collor de Mello, até a maxidesvalorização de janeiro de 1999 que ameaçou seriamente o real e levou o Banco Central a corner.

    Lançado em versão impressa em 2005, A real história do Real volta ao mercado em versão digital, e um ligeiro ajuste no título, com a finalidade de manter viva esta inigualável experiência de estabilização para as jovens gerações.

    Serve, ademais, para realçar a condição imprescindível de harmonia e respeito entre os Poderes da República, nos seus diferentes níveis de administração, para o sucesso de uma moeda cunhada no consenso democrático.

  • img-book
    1 de 5
    Economia ecológica e economia integral de Paulo R. Haddad R$ 14,90
  • img-book
    O colapso dos ecossistemas no Brasil de Paulo R. Haddad R$ 14,90

    Atualmente o Brasil vive duas graves crises: uma crise social e uma crise ambiental, sem que a sociedade tenha a consciência política de que são crises extremamente dramáticas para as condições de vida das atuais e futuras gerações de brasileiros.

    Neste livro, o economista Paulo R. Haddad, a partir de sua experiência profissional, procura analisar as raízes históricas da degradação de alguns dos principais ecossistemas do país (Mata Atlântica, Amazônia, Cerrados) e como essa degradação tem afetado o bem-estar social sustentável da nossa população, assim como a produtividade total dos fatores de produção. A análise destaca, historicamente, como os diferentes ciclos econômicos impactaram os ecossistemas desde 1500. O recorte dos capítulos inclui as florestas, as águas, as terras e os minérios do Brasil. O capítulo inicial constitui uma breve introdução aos conceitos e métodos da Economia Ecológica e da Ecologia Integral e o capítulo final traz uma análise das forças e fraquezas das políticas ambientais no Brasil. Finalmente, o Apêndice Técnico apresenta dois modelos matemáticos que procuram operacionalizar a concepção de Ecologia Integral.

  • img-book
    Uma introdução à economia do século XXI de Paulo R. Haddad R$ 14,90
    Uma introdução à economia do século XXI é a contribuição do economista, professor emérito da UFMG e consultor Paulo R. Haddad, para o enfrentamento de um dos maiores dilemas da humanidade neste início de milênio: uma crise sem precedentes, que resulta da combinação e do entrelaçamento de aspectos ambientais e sociais. Para responder a essas questões, Haddad propõe uma concepção de meio ambiente não apenas como fator de produção, mas como envoltório que abarca, contém, provisiona e sustenta toda a economia. Tarefa hercúlea, em um país em que há um grau de conformismo generalizado com o status quo, onde a desigualdade de oportunidades e renda é vista como um fato consumado e onde ainda predomina uma noção de meio ambiente que trata a natureza ora como um mega-almoxarifado inesgotável, ora como megadepósito de resíduos, capaz de absorver todos os erros de um modelo econômico perdulário e predatório.O que este livro mostra é que há caminhos para a construção de um futuro mais justo e próspero para todos – os que aqui se encontram e aqueles que ainda vão nascer.