img-book
ISBN: 9788584741007

Nenhum olho me verá

de Estevão Azevedo

Com a mesma tensão formal de seu romance Tempo de espalhar pedras, nesta novela Estevão Azevedo explora certa dialética da visão. A história narra os dilemas da escolha de um caminho científico pela filha de um pastor evangélico.

Afinal, o que é a visão? É produto objetivo da capacidade mecânica do olho, ou é fruto da revelação divina?

Estevão investiga o sentido mais valorizado da experiência humana – a visão – em uma novela que toca em um tema sobre o qual a literatura brasileira contemporânea ainda mantém silêncio: as profissões de fé evangélicas.

Este livro integra o Selo JOTA, que teve sua ideia original inspirada no pioneiro e consagrado Oulipo, grupo de escritores entre os quais se incluíam Italo Calvino, Raymond Queneau e Georges Perec. Todos os livros do JOTA partem de um desafio, de restrições narrativas que, por paradoxal que pareça, atuam de maneira a incrementar o texto ficcional. Curadoria de Noemi Jaffe.

R$ 11,90

Ocultar

Com a mesma tensão formal de seu romance Tempo de espalhar pedras, nesta novela Estevão Azevedo explora certa dialética da visão. A história narra os dilemas da escolha de um caminho científico pela filha de um pastor evangélico.

Afinal, o que é a visão? É produto objetivo da capacidade mecânica do olho, ou é fruto da revelação divina? Estevão investiga o sentido mais valorizado da experiência humana – a visão – em uma novela que toca em um tema sobre o qual a literatura brasileira contemporânea ainda mantém silêncio: as profissões de fé evangélicas. Este livro integra o Selo JOTA, que teve sua ideia original inspirada no pioneiro e consagrado Oulipo, grupo de escritores entre os quais se incluíam Italo Calvino, Raymond Queneau e Georges Perec. Todos os livros do JOTA partem de um desafio, de restrições narrativas que, por paradoxal que pareça, atuam de maneira a incrementar o texto ficcional. Curadoria de Noemi Jaffe.

ISBN: 9788584741007
Selo: Jota
Data de publicação: 2015
Páginas: 32

1978
Estevão Azevedo nasceu em Natal, no Rio Grande do Norte, e vive na cidade de São Paulo. Formado em jornalismo e letras, é editor e escritor. Seu primeiro romance, Nunca o nome do menino, foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura em 2009. Tempo de espalhar pedras venceu o Prêmio São Paulo de Literatura 2014. Pelo selo JOTA da e-galáxia lançou Nenhum olho me verá.

“Nenhum olho me verá”

Ainda não há avaliações de leitores para este título.