img-book
ISBN: 9788584740888

Peixe-elétrico #03

de Beatriz Sarlo, Javier Cercas, Terry Eagleton, Tales Ab’Sáber, Selva Almada, Michael Löwy, Pedro Meira Monteiro, Victor Heringer, Felipe Charbel, Denilson Cordeiro,

Nesta edição de Peixe-elétrico: O romance de Barthes – BEATRIZ SARLO Barthes, leitor de Loyola – BEATRIZ SARLO Dois textos da ensaísta Beatriz Sarlo abrem a terceira edição da Peixe-elétrico. Duas formas inéditas e surpreendentes de enfrentar a obra daquele que foi sua principal referência intelectual: Roland Barthes. A pele da cebola – JAVIER CERCAS […]

R$ 9,90

Ocultar
Nesta edição de Peixe-elétrico: O romance de Barthes – BEATRIZ SARLO Barthes, leitor de Loyola – BEATRIZ SARLO Dois textos da ensaísta Beatriz Sarlo abrem a terceira edição da Peixe-elétrico. Duas formas inéditas e surpreendentes de enfrentar a obra daquele que foi sua principal referência intelectual: Roland Barthes. A pele da cebola – JAVIER CERCAS Como contar a verdade a respeito de uma mentira? Quanto há de verdade em um falso relato? Tentar entender é o primeiro passo para perdoar? Essas são algumas das questões colocadas pelo premiado autor espanhol Javier Cercas para enfrentar os dilemas de narrar a vida de um dos maiores impostores da história. Jameson e a forma – TERRY EAGLETON Alguns autores podem e devem ser reinterpretados continuamente. Fredric Jameson, capa da edição anterior da Peixe-elétrico, certamente é um deles. Nosso segundo texto originalmente publicado pela prestigiosa New Left Review é do britânico Terry Eagleton e trata da importância da forma na escrita de Jameson. Da experiência ao melhor entretenimento do mercado – TALES AB’SÁBER Ab’Sáber escreve sobre o fim da ideia de contracultura, ou melhor, de sua absorção total pelo mercado. Um tema central para se enfrentar os desafios culturais da contemporaneidade. Originalmente encomendado por um grande veículo de imprensa, mas nunca publicado. Segundo o autor, o texto havia atravessado “certos limites”. Meninas mortas – SELVA ALMADA Autora do consagrado romance “O vento que arrasa”, Selva Almada publica um conjunto de crônicas sobre feminicídio na Argentina. Com a mesma sofisticação estilística de sua ficção, Almada traz à tona essa trágica dimensão da vida contemporânea. Remanentes – NINO CAIS As imagens que ilustram esta edição são do artista plástico Nino Cais. Apresentadas pela primeira vez em Buenos Aires, o flerte com o pornô nas colagens de Cais vêm confrontar a onda conservadora que avança pelo Brasil. Laudato Si – MICHAEL LÖWY O marxista Michael Löwy aponta a radicalidade e os limites da ação do Papa Bergoglio ao analisar a encíclica sobre meio ambiente, Laudato Si. Atenção e indiferença: o sentido em Machado de Assis – PEDRO MEIRA MONTEIRO O crítico literário Pedro Meira Monteiro parte do romance derradeiro de Machado de Assis – “Memorial de Aires” – para resgatar os principais pontos da crítica machadiana e colocá-los diante de novas questões. O Bispo é o rei do Brasil – VICTOR HERINGER O carioca radicado em São Paulo Victor Heringer publica um ensaio nada convencional sobre Arthur Bispo do Rosário, e tenta compreender um dos aspectos da contemporaneidade: a distração. Diário de uma releitura – FELIPE CHARBEL Em um texto que corre no limite entre o ensaio e a ficção, Charbel cria um ambiente rothiano ao apresentar um diário pessoal que tem como fio condutor o livro “O Teatro de Sabbath”, de Philip Roth. A túnica inconsútil do romantismo – DENILSON CORDEIRO Cordeiro resenha “As raízes do romantismo”, de Isaiah Berlin e, em um duplo movimento, demonstra a centralidade do autor e do período histórico em questão.

ISBN: 9788584740888
Selo: Peixe-elétrico
Data de publicação: 2015
Páginas: 164
Tradutor: Ricardo Lísias, Beatriz Velloso, Renato Marques, Bernado Ajenberg
Ilustrador: Nino Cais

1942
Beatriz Sarlo, uma das mais importantes críticas literárias da Argentina, nasceu em Buenos Aires. É professora emérita da Universidade de Buenos Aires e durante trinta anos dirigiu a revista cultural Punto de vista (1978-2008). Publicou estudos sobre literatura e cultura, como A paixão e a exceção, Tempo passado e Modernidade periférica: Buenos Aires 1920 e 1930. Em 2009, recebeu do governo brasileiro a Ordem do Mérito Cultural. Publicou pela e-galáxia Viagens: da Amazônia às Malvinas, um relato pessoal que retoma suas viagens de juventude pela América Latina nos anos 1960.
1962
Javier Cercas nasceu em Ibahernando (Espanha). Além de escritor, foi professor de literatura espanhola na Universidade de Girona e colaborador do jornal El País. Atualmente, com mais de dez livros publicados, Cercas vem se destacando entre os grandes autores espanhóis. Publicou o ensaio A pele da cebola na revista da e-galáxia Peixe-elétrico #03.
1943
Terry Eagleton é um dos mais destacados críticos marxistas de cultura. É professor da Universidade de Oxford e autor, entre outros, de: Ideologia – uma introdução. Publicou o ensaio Jameson e a forma na revista da e-galáxia Peixe-elétrico #03.
Tales Ab’Sáber é psicanalista e ensaísta, professor de Filosofia da Psicanálise na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), autor de: Lulismo, carisma pop e cultura anticrítica, A música do tempo infinito, Dilma Rousseff e o ódio político. Pelo selo Peixe-elétrico Ensaios da e-galáxia publicou Self cultural: sujeito do inconsciente e história.
1973
Selva Almada é uma das escritoras mais proeminentes da literatura argentina contemporânea, cuja obra traz ecos de Juan Carlos Onetti e William Faulkner. Seu romance de estreia foi saudado por Beatriz Sarlo como o melhor de 2012. Publicou o ensaio Meninas mortas na revista da e-galáxia Peixe-elétrico #03.
1938
Michael Löwy nasceu na cidade de São Paulo, filho de imigrantes judeus de Viena. Licenciou-se em Ciências Sociais na Universidade de São Paulo em 1960 e doutorou-se na Sorbonne, sob a orientação de Lucien Goldmann, em 1964. Vive em Paris desde 1969, onde trabalha como diretor de pesquisas no CNRS (Centre National de la Recherche Scientifique). Publicou o ensaio Laudato Si na revista da e-galáxia Peixe-elétrico #03.
Pedro Meira Monteiro é professor de literatura brasileira no Departamento de Espanhol e Português da Universidade Princeton. Publicou, entre outros livros: Um moralista nos trópicos – o Visconde de Cairu e o Duque de La Rochefoucauld. Publicou o ensaio Atenção e indiferença: o sentido em Machado de Assis na revista da e-galáxia Peixe-elétrico #03.
1988
Victor Heringer nasceu no Rio de Janeiro e vive em São Paulo. Poeta e prosador, publicou Glória (Prêmio Jabuti), o livro de poemas Automatógrafo (ambos pulicados pela 7Letras), entre outros.
Felipe Charbel é professor de Teoria da História na UFRJ. É autor de Timoneiros: retórica, prudência e história em Maquiavel e Guicciardini, e de artigos e ensaios sobre história da historiografia e história literária. Também atua como crítico literário. Publicou o ensaio Diário de uma releitura na revista da e-galáxia Peixe-elétrico #03.
Denilson Cordeiro é professor de Filosofia na Unifesp. Publicou o ensaio A túnica inconsútil do romantismo na revista da e-galáxia Peixe-elétrico #03.

“Peixe-elétrico #03”

Ainda não há avaliações de leitores para este título.