banner_site_literatura-2
Claudia Lage ganha o Prêmio SP de Literatura
Em 9 de dezembro de 2020 | 0 Comentários

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo anunciou os vencedores da edição de 2020 do Prêmio São Paulo de literatura. A escritora galáctica Claudia Lage venceu na categoria Melhor Romance de Ficção, com o livro O corpo interminável (Record). O prêmio de Melhor Romance de Estreia foi para Marcelo Labes com Paraízo-Paraguay (Caiaponte).

O corpo interminável conta a história de Daniel, que reconstitui a história da mãe, uma guerrilheira desaparecida durante a ditadura militar no Brasil.

A guerra do Paraguai é o pano de fundo de Paraízo-Paraguay e conta sobre um dos europeus vindos na imigração alemã no sul do Brasil no século 19.

O Prêmio nos é muito caro. Ano passado, o editor da e-galáxia Tiago Ferro venceu o Prêmio na categoria Romance de Estreia com o livro O pai da menina morta (Todavia).

Nas redes sociais, Lage deixou a seguinte mensagem:

Queridos, estou muito emocionada e honrada!!! Levei um grande susto, um susto maravilhoso nesta manhã.
Escrever este livro foi uma grande travessia para mim, em muitos sentidos. A lembrança dos relatos que li, das nossas guerrilheiras, é algo que levarei para sempre comigo. E não me refiro apenas aos relatos da violência que sofreram, mas principalmente os que ressaltam os momentos de amor e acolhimento que criaram em situações tão adversas. O livro nasceu deste lugar, e é isto que a sua escrita procura, e eu, como escritora, continuo procurando.

Cada um dos premiados receberá um prêmio de R$ 200 mil e a cerimônia de entrega será em março do próximo ano. Nossos parabéns aos vencedores!

Leia Sobreviventes, o livro que Claudia Lage publicou com a gente. O título faz parte da coleção Formas Breves, um selo dedicado ao gênero conto, que tem coordenação de Carlos Henrique Schroeder.

Equipe e-galáxia